Estudos experimentais

em andamento

O esforço global na busca de alguma estratégia terapêutica para a COVID-19, reverbera em múltiplas publicações e estudos clínicos para diversas alternativas clínicas, dentre elas vale ressaltar: remdesivir (in vitro e estudos com animais, com perspectiva de eficácia em pacientes com a doença moderada ou severa), cloroquina/hidroxicloroquina (alguns estudos demonstraram redução da progressão da doença e da duração dos sintomas), azitromicina (associada ao tratamento com hidroxicloroquina), tocilizumab (em pacientes com IL-6 elevado), lopinavir-ritonavir (sem mudança de mortalidade ou redução do tempo de doença).

 

Vale ressaltar que, embora múltiplos estudos estejam em andamento, ainda que com resultados primários otimistas, muitos deles necessitam da replicação desses resultados em larga escala e a implementação das práticas clínicas junto a qualquer medicamento novo testado dependem de uma série de análises rigorosas analisando o emprego da droga a curto e a longo prazo.