O Vírus e

suas características

O vírus não é um organismo vivo, mas uma molécula de proteína (RNA, ou DNA) coberta por uma membrana lipídica que, em contato com uma célula, pode interferir na produção de proteínas, amplificando suas copias, e causar apoptose celular e a disseminação progressiva em escalas cada vez maiores. Esse mecanismo que promove a multiplicação do vírus, o mantém ativo e se dispersando dentro e fora do organismo. Em condições de isolamento, o vírus pode entrar em estado latente, decair em quantidade e se desintegrar.

 

O que são os coronavírus?
 

A família Coronaviridae é composta por vírus de RNA de fita simples com sentido positivo (ssRNA+) e tem esse nome devido ao aspecto de halo em coroa visto ao microscópio eletrônico.
 

Existem identificados 7 coronavírus humanos. Os coronavírus HCoV-229E, HCoV-OC43, HCoV-NL63 e HKU1 são responsáveis por 20% das infecções respiratórias anuais e se caracterizam por provocar gripe comum.     
     

O coronavírus SARS-CoV é conhecido por ter causado um surto em 2003 de síndrome respiratória aguda grave (SARS: Severe Acute Respiratory Syndrome), tendo atingido 8.096 pessoas, contabilizando 774 mortes em 29 países. Apresenta a capacidade de se ligar ao receptor da enzima conversora de angiotensina 2 (ECA2).
 

O coronavírus MERS-CoV foi denominado assim por ter sido responsável pela síndrome respiratória do Oriente médio (MERS: Middle East Respiratory Symdrome) em 2012, tendo atingido 2.494 casos com 858 mortes em 27 países. Apresenta a capacidade de se ligar ao receptor da DPP4 (dipeptidil peptidase -4).

 

O que é o novo coronavírus?
 

O coronavírus SARS-CoV-2 foi denominado assim devido a suas características semelhantes ao primeiro SARS-CoV. COVID-19 (Coronavirus Disease 2019) é a denominação da doença associada a infecção pelo coronavírus SARS-CoV-2. Seu período de incubação SARS-CoV-2 é de 1-14 dias, usualmente 3-7dias.
 

Em dezembro de 2019. os primeiros casos de uma pneumonia de origem desconhecida foram reportados na cidade de Wuhan, na China. Como grande metrópole e capital da província de Hubei, Wuhan ocupa a posição de sétima cidade mais populosa da China, com uma estimativa de mais de 19 milhões de habitantes. O surto inicial de COVID-19 tem sido associado a um mercado de Wuhan, onde ocorria a venda de animais selvagens. No entanto, a origem do vírus ainda está sendo esclarecida.
 

Inicialmente, morcegos foram apontados como reservatório do SARS-CoV-2; mas, o pangolim malaio (Manis javanica, “tamanduá escamoso”) seria o hospedeiro intermediário, o que poderia ter facilitado a transmissão do vírus para humanos. O pangolim é o mamífero mais traficado no mundo e constitui uma espécie em extinção. Além disso, o pangolim é conhecido por ser um animal de hábitos solitários e seu contato próximo a morcegos não ocorreria de forma natural. Um estudo com pangolins apreendidos em operações anti-contrabando no sudeste da China, em 2017 e em 2019, identificou, a partir de sequenciamento metagenômico, que coronavírus encontrados em pangolins pertenceriam a duas sub-linhagens de coronavírus com forte similaridade (85,5 – 92,4%) ao atual SARS-CoV-2 isolado em amostras humanas.

 

Referências:
 

Adhikari SP, Meng S, Wu YJ, et al. Epidemiology, causes, clinical manifestation and diagnosis, prevention and control of coronavirus disease (COVID-19) during the early outbreak period: a scoping review. Infect Dis Poverty. 2020;9(1):29. doi:10.1186/s40249-020-00646-x

 

Guo YR, Cao QD, Hong ZS, et al. The origin, transmission and clinical therapies on coronavirus disease 2019 (COVID-19) outbreak - an update on the status. Mil Med Res. 2020;7(1):11. doi:10.1186/s40779-020-00240-0

Sun P, Lu X, Xu C, Sun W, Pan B. Understanding of COVID-19 based on current evidence. J Med Virol. 2020;10.1002/jmv.25722. doi:10.1002/jmv.25722

Lam TT, Shum MH, Zhu HC, et al. Identifying SARS-CoV-2 related coronaviruses in Malayan. Nature. 2020;10.1038/s41586-020-2169-0. doi:10.1038/s41586-020-2169-0

Últimas notícias sobre o Coronavirus

diretriz-telemedicina.jpg

EMERGÊNCIA

GLOBAL

ATENÇÃO

NACIONAL

ESTE WEBSITE, DESENVOLVIDO PELA SOCIEDADE BRASILEIRA DE CARDIOLOGIA, TEM COMO OBJETIVO COLABORAR COM AS AUTORIDADES SANITÁRIAS NACIONAIS E INTERNACIONAIS, DIVULGANDO INFORMAÇÃO CIENTÍFICA A RESPEITO DA PANDEMIA DE CORONAVÍRUS SARS-Cov-2 (COVID-19), PRIMEIRO NOTIFICADO NA CHINA EM 31 DE DEZEMBRO DE 2019, E ATUALMENTE DISSEMINADO EM TODO O MUNDO.
 

ESSA PÁGINA DEVE SER VISITADA DIARIAMENTE PARA QUE DADOS ATUALIZADOS SEJAM DO CONHECIMENTO DE TODOS, E EM ÚLTIMA INSTÂNCIA, RESULTEM EM MAIOR SEGURANÇA DA POPULAÇAO E DOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE.

logo-cardiol.gif
fiocruz.png

SBC 2020  -  Todos os direitos reservados.